Português

Defesas

Doutorado

2018

2018 – Érica Nailde Nunes Barroso. Modos escalares e tensividade semiótica na canção popular brasileira. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2018 – Marilde Alves da Silva. A tensividade na tradução intersemiótica de contos de Moreira Campos para quadrinhos. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2018 – Yvantelmack Dantas Valério. Simulacros enunciativos e efeitos de blindagem no discurso humorístico. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2018 – Susy Anne Almeida Cabral. A construção de identidades em inscrições urbanas: uma investigação semiótica das inscrições feitas nos campi do Centro de Humanidades da UFC. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2017

2017 – Lyssandra Maria Costa Torres. A persuasão entre o fazer-fazer e o fazer-sentir: regimes de sentido em peças de catálogos de produtos da Avon e Natura. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

 

Mestrado

2019

2019 – Gustavo Maciel de Oliveira. O percurso semiótico do desespero no romance Angústia, de Graciliano Ramos. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2019 – Djavam Damasceno da Frota. Do verso ao ideograma: percurso de uma forma semiótica na enunciação do grupo Noigandres. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2018

2018 – Paulo Jefferson Barreto. Estruturas de persuasão na narrativa da crise econômica do governo Dilma Rousseff, mobilizadas pelas capas dos jornais O Globo, Folha de São Paulo e Estadão em 2015. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2018 – Roger Rômulo Monteiro de Medeiros. A espacialização e a construção da subjetividade em textos literários. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2017

2017 – Raquel Vieira Sobrinho. Sobre a transgressão: uma análise semiótica da obra Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2016

2016 – Antonio Luann Ferreira Taveira. A ambivalente figura “sol” nas canções do Pessoal do Ceará. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2016 – Ana Patrícia Nascimento Moreira. Elementos de Semiótica Discursiva para o estudo e a prática da tradução. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2016 – Rachel de Morais D’Ippolito. (Des)investimento figurativo e efeito de realidade no filme Dogville. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2016 – Lívia Pereira Chaves. Mecanismos enunciativos de temporalização em Memórias Póstumas de Brás Cubas. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2015

Ingrid dos Santos Rocha. A narrativização dos gêneros do discurso. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

2014

Natália Silva Athayde. Luzia-Homem: a construção de simulacros identitários. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

Glenda Miranda Moura. Cantar “A palo seco”: o papel do intérprete na geração dos sentidos na canção. Orientador: José Américo Bezerra Saraiva.

2013

Lyssandra Maria Costa Torres. A persuasão em textos sincréticos: uma leitura semiótica de anúncios do Ministério da Saúde. Orientador: Ricardo Lopes Leite.

Susy Anne Almeida Cabral. A construção de identidades em capas de revista: uma investigação semiótica do pleito eleitoral de 2010 para presidente. Orientador: Ricardo Lopes Leite.